segunda-feira, 18 de junho de 2012

Stinker!!!

cagada
Estudar numa faculdade pública como a Ufba teve seus inconvênientes. Um deles era os refeitorios. Acabei ganhando uma gastrite devido a comida ruim, má alimentação, comer em horas erradas, etc…
A cantina da Escola de Belas Artes era um primor: de cara apelidei o cara que mandava la de Shrek e a cantina de Cantina do Ogro! O cara suava como um porco, tinha pelos saindo pelo nariz e um black power no sovaco, unhas grandes e so andava de camiseta. Até fiz um cartoon inspirado nele que foi selecionado pra um Salão de Humor da Bélgica.
Uma vez achei um fio de cabelo no meio da salada vinagrete!! E ele ainda falava que tava tudo uma delícia. Comecei a passar mal. No iniio da facul, eu não queria gastar dinheiro, entao saia com amigos pra comer em um local meio distante, onde comiamos pão-farofa com um sucão por R$ 1,00. Depois vimos que não ia dar pra aguentar o tranco, e ficamos um mês a base de miojo, que conzinhávamos no apartamento de um colega.  Mas não rendeu…
Ai partimos pra comer nas cantinas das unidades.  E ficamos na nossa mesmo, em Belas Artes.  Antes tivessemos ido pra Enfermagem ou Medicina, como fizemos logo depois. Comecei a passar mal, dores de barriga constantes. Uma vez entrei no banheiro em Belas Artes pra pegar papel pra limpar meus oculos e vi que nao existia o dito cujo (depois fiquei sabendo que a turma da Residência pegava por que lá acabava, e que os maconheiros pegavam pra enrolar o bagulho deles…). Passei a levar de casa, prevendo se algo acontecesse eu teria como limpar a cena do crime.
Aconteceu sim, duas vezes…
Mas a tragédia aconteceu eu já longe da unidade, me dirigindo pra estação de transbordo da Lapa. No meio do caminho, senti uma pontada violenta, a “marmota já queria por a cabeça pra fora da toca”!! Saí “correndo” (correr no meu estado era impossivel, então digamos que apressei o passo!), e fui e refugiar na casa de um amigo.  O elevador parecia que não ia descer nunca, e quando chegou levou uma eternidade para subir!!!
Ao chegar lá, parecia que a chave nao iria encaixar nunca!! Entrei e joguei minha mochila e pasta violentamente no chão e corri pra por os “morenos pra nadar”!
Alivio!
Eis que meu amigo entra no apê, no momento que saio do banheiro, suando e abatido.  Com uma cara de nojo e pondo a mão no nariz ele so falou:
” Que cheiro de carniça é  esse, porra? Cagou algum bicho morto???”

Nenhum comentário:

Postar um comentário