quarta-feira, 11 de setembro de 2013

11 de Setembro - A Grande Farsa!


Quando conversamos com pessoas que ainda acreditam na versão oficial da estória do 11 de setembro e queremos convencê-las do contrário, então temos que nos concentrar nos principais argumentos que são incontestáveis, e expor nosso objetivo.



1. Nós queremos uma nova investigação sobre o 11 de setembro

Objetivo do movimento pela verdade sobre o 11/9 é realizar uma nova e correta investigação dos acontecimentos do 11 de setembro de 2001, pois aquelas conduzidas foram pífias. Elas foram totalmente limitadas, sub-financiadas e com caráter político. Para a investigação da queda da espaçonave Columbia foram gastos $ 175 milhões, para o caso Monika Lewiski contra o presidente Clinton $ 30 milhões, para a investigação do 11/9 risíveis $ 15 milhões e inicialmente foram previstos somente $ 3 milhões!!! Eles não deveriam achar de forma alguma a verdade, mas sim promover uma operação para limpar a cena do crime, que encobriu os verdadeiros culpados. As principais testemunhas oculares, provas e opiniões de peritos independentes foram abafadas e somente liberado aquilo que o governo dos EUA permitiu. Isso seria a mesma coisa que no caso de um assassinato, o assassino conduzisse as investigações. O fato que o diretor administrativo da comissão investigatória era uma pessoa de confiança do governo Bush, mostra que a comissão não era independente e seu relatório é somente puro conto de fada. E de fato, a especialidade de Philip Zelikow é criar mitos e exatamente foi isso que ele fez. Veja: O fazedor de mitos ou quem é Philip Zelikow?

2. Bin Laden não é procurado pelo FBI por causa do 11 de setembro

Fato é que somente os políticos e a mídia afirmam há oito anos que foi Bin Laden, e o usam como super terrorista e como imagem do inimigo. Os órgãos de justiça dos EUA não fazem isso. Não existe qualquer acusação contra ele, não existe uma ordem de prisão e ele não é procurado, em todo caso não devido ao 11 de setembro, mas sim por outras coisas. Diante da pergunta, por que ele não é procurado pelo FBI, é respondido que não há quaisquer provas que o relacionem com o crime, ou seja, não foi ele. Veja: O espantalho Bin Laden.

3. Bin Laden está morto desde 16 de dezembro de 2001

Todas as mensagens em forma de vídeo desde então são falsificações. Ele também nunca se outorgou a autoria dos atentados, mas ao contrário, questiona sua participação no crime. Quem fez essas falsas gravações? Somente os verdadeiros autores que provêm aparentemente dos círculos do governo e do serviço secreto. Somente eles têm interesse em um fantasma como imagem de inimigo e o mostram ao público nas ocasiões oportunas para fomentar medo. Veja: Bin Laden está morto já faz tempo e Um morto ressuscitou novamente.

 
4. Osama Bin Laden repousava indefeso em um hospital a 11 de setembro e podia ter sido preso imediatamente

Um dia antes do 11 de setembro, Bin Laden foi internado no hospital militar de Rawalpindi, Paquistão, por causa de seus problemas renais, e se submeteu a uma diálise. Os enfermeiros foram substituídos por pessoas de sua confiança e foram tomadas medidas especiais pelo serviço secreto por causa do “convidado de honra”. O chefe do serviço secreto paquistanês ISI, tenente-general Mahmood Ahmed, foi antes e depois dos atentados a Washington e teve encontros com diretores da CIA e diversos políticos. O governo dos EUA estava bem informado sobre a localização de Bin Laden e se tivessem realmente a opinião que ele seria o chefe de operação dos ataques, então eles poderiam tê-lo preso imediatamente no hospital. Mas nada aconteceu, após uma semana ele pode retornar ao Afeganistão, ou seja, não foi ele. Veja: Enfermeiros – Eu vi Osama.

5. Não houve conversa telefônica a partir dos aviões

Com a lenda de que os passageiros teriam feito contato e falaram sobre um seqüestro feito por terroristas árabes, toda a mentira em torno do 11 de setembro foi lançada ao mundo. Não houve qualquer conversa, elas foram inventadas ou falsificadas. O FBI não pode apresentar no processo contra o suposto 20º terrorista Zacarias Moussaoui nenhuma prova na forma de conversa telefônica ou documentos das companhias telefônicas ao tribunal, ou seja, elas nunca aconteceram. Veja: 11 de setembro – A mãe de todas as mentiras e Os telefonemas a partir dos aviões nunca aconteceram.

6. Os registros das caixas-pretas contradizem a representação oficial

O ministério norte-americano dos transportes NTSB publicou os dados de dois registros dos aviões, aquele do vôo 77 que supostamente teria atingido o pentágono e do vôo 93 que supostamente caiu sobre Shanksville. Os dados das caixas-pretas foram colocadas em um simulador de vôo e os vôos reconstruídos. Disto resultou que os aviões voaram para outro lugar totalmente diferente daquilo alegado pelo governo norte-americano e foi descrito pela comissão 9/11. Caso a versão oficial fosse correta, então os dados das caixas-pretas deveriam coincidir e confirmariam, mas nada disso acontece. Só isso comprova que aquilo que nos é dito é uma lenda e deve ser investigado novamente: Por que foram ignorados os registros dos vôos?

7. Os esporos de anthrax provêm dos laboratórios de armas químicas do exército dos EUA

Logo após o 11 de setembro, cartas que continham esporos mortais de anthrax foram enviadas a personalidades. Cinco pessoas morreram disso. Este ato foi atribuído a Bin Laden e Saddam Hussein e com isso foram justificadas as guerras no Afeganistão e posteriormente no Iraque, e também a aprovação da lei para implementação de um Estado Policial na forma do “Patriot Act”. Mas na realidade, as investigações do FBI mostraram que o mortal anthrax provém de laboratório químico de Fort Detrick, do exército norte-americano, ou seja, alguém de dentro enviou as cartas com ele dentro e não foram os “maldosos árabes”. Veja: O ataque com anthrax e o 9/11 e O ataque com anthrax prova que 9/11 foi armação.

8. Colidem dois aviões no WTC, mas três arranha-céus foram pulverizados

O que a opinião pública quase desconhece é que a 11 de setembro de 2001, não apenas as duas torres gêmeas desabaram, mas também um terceiro arranha-céu, o WTC7, embora nenhum avião colidiu contra ele. Aqui não serve de forma alguma a versão onde o combustível do avião teria destruído o prédio. O fato é abafado conscientemente pelo governo norte-americano e o desabamento do WTC7 não é mencionado sequer com uma única palavra no relatório da comissão 9/11, como se fosse insignificante ou nunca tivesse acontecido. Por que esta maquiagem? Porque a destruição do WTC7 indica todas as características de uma detonação planejada. Veja: O colt fumegante na mão do criminoso e 9/11: destruição da torre.

9. Existiu gente de dentro no 9/11 e alguém ganhou muito dinheiro

O que é ocultado com prazer pelo governo norte-americano e da mídia, um pouco antes do 11 de setembro de 2001, foram negociadas grandes quantidades de Put-Options que deixaram as ações em queda de determinadas empresas, as quais sofreram danos através do 11 de setembro, como seguradoras, companhias aéreas e bancos, que possuíam escritórios nas torres. Quem sabia que a 11 de setembro algo iria acontecer e quais firmas teriam prejuízo, e especulou com isso? Essas informações confidenciais poderiam ter somente os verdadeiros criminosos e não foram Bin Laden e a Al-Kaida que fecharam estas negociatas. A investigação foi paralisada quando veio à tona que ex-funcionários da CIA e graduados políticos estavam envolvidos. Veja: Fecha o cerco dos criminosos do 11 de setembro e Quem se aproveitou do 11 de setembro?

10. Poderosos explosivos militares foram encontrados na poeira do Ground-Zero

Dr. Niels Harrit, professor de química da Universidade Kopenhagen, assim como oito outros professores e especialistas analisaram a poeira das torres pulverizadas e encontram lá nanothermite, um poderoso explosivo que só é utilizado pelos militares. Para se fabricar nanothermite, é necessário laboratórios especiais e um processo de alta tecnologia, o que Bin Laden não teria em sua caverna. O que fazia a nanothermite por lá? Nanothermite é x-vezes mais energética e destrutiva do que o explosivo convencional. Somente através dela haveria a energia suficiente para pulverizar 200.000 toneladas de aço, 56.000 m² de vidro, 470.000 m² de paredes de gesso, 24.000 m² de revestimento de mármore e 425.000 m³ de concreto!!!! Veja: Palestra do professor Niels Harrit sobre a nanothermite.

11. Centenas de testemunhas relataram sobre explosões antes e depois dos impactos dos aviões

É um fato, existiram pesadas explosões e tremores ANTES e DEPOIS das colisões dos aviões. Sim, também ANTES do primeiro impacto, isso foi relatado pelo zelador da torre gêmea, William Rodriguez, que trabalhava lá há 20 anos. Ele disse, primeiramente houve uma forte detonação no sub-solo, houve grave devastação e muitos mortos e feridos e então colidiu o primeiro avião na torre norte. Este fato nunca foi mencionado no relatório da comissão, embora ele tenha se apresentado lá como testemunha. Rodriguez foi até condecorado pelo presidente Bush na Casa Branca pela sua coragem, pois ele salvou muitas pessoas. Mas quando ele se prendeu à sua afirmação, ele foi banido e silenciado. A declaração do zelador foi confirmada por várias outras testemunhas. Com isso está comprovado a detonação dos arranha-céus através de testemunhas e a explicação oficial que a origem teria sido um simples incêndio, se mostra como mentira.

Publicado anteriormente em Inacreditável.com.br em 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário