sexta-feira, 31 de maio de 2013

Estrutura misteriosa é descoberta sob o Mar da Galiléia




Uma gigantesca estrutura de pedra descoberta sob as águas do Mar da Galiléia, em Israel, tem intrigado arqueólogos quanto à sua finalidade e até mesmo sua data.

A misteriosa estrutura em forma de cone, feita de pedras de basalto, pesa cerca de 60.000 toneladas, de acordo com os pesquisadores. 
Isso faz com que ela seja mais pesada do que a maioria dos modernos navios de guerra. A estrutura possui 10 metros de altura e 70 metros de comprimento. 
Como comparação, Stonehenge, o famoso monumento de pedras da Inglaterra, possui metade desse diâmetro e suas mais altas pedras não chegam à essa altura.

A estrutura parece ser um grande monte de pedras empilhadas. Construções semelhantes são conhecidas em outras partes do mundo e foram muitas vezes usadas para marcar enterros. Os investigadores não sabem se a estrutura recém-descoberta foi utilizada para este propósito.
“Análises realizadas por mergulhadores revelam que ela é formada por pedras de basalto de até 1 metro de comprimento, sem um padrão de construção aparente”, escreveram os pesquisadores, em um comunicado. 
”As pedras têm rostos naturais sem sinais de corte ou de cinzelamento. Da mesma forma, não encontramos qualquer sinal de arranjo ou paredes que a delimitam.”



Mesmo assim, eles dizem que a estrutura foi construída pelo homem. O aumento do nível do mar a teria submergido.  

”A forma e composição da estrutura submersa não se assemelha a qualquer recurso natural. Concluímos, portanto, que é feita pelo homem e pode ser chamada de um monte de pedras bem organizado”.

Escavações arqueológicas subaquáticas são necessárias para que os cientistas possam encontrar artefatos associados e determinar a data da estrutura e seu propósito, disseram os pesquisadores.
O cientista Yitzhak Paz acredita que a construção possui mais de 4.000 anos de idade. ”A possibilidade mais lógica é que ela pertence ao terceiro milênio a.C., porque há outros megalíticos [da época] que foram encontrados por perto”, disse Paz. 
Um exemplo de construção megalítica próxima é Khirbet Beteiha, localizada à 30 quilômetros de distância à nordeste da estrutura de pedra submersa.


Uma antiga cidade

 

Durante o terceiro milênio a.C., existia ali uma grande cidade denominada Khirbet Kerak, uma das mais fortificadas da região. O arqueólogo Raphael Greenberg a descreve com uma população de 5.000 habitantes e uma fortificação de 30 hectares, com ruas pavimentadas e fortes defesas.
Os pesquisadores acreditam fortemente na ideia de que a estrutura descoberta tenha pertencido à Khirbet Kerak.
Paz disse que espera uma expedição subaquática para escavar a estrutura e determinar de modo mais preciso sua idade e demais características.

Fonte: Mistérios do Mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário