quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

John Wayne Gacy: "O Palhaço Assassino"


John Wayne Gacy (17/03/1942-10/05/1994)


Em 1978, a polícia de Chicago fez uma busca na casa n° 8213 da West Summerdale Avenue, interrogando seu morador, John Wayne Gacy, palhaço amador muito querido pelas crianças da cidade e que dificilmente cometeria algum crime. Ledo engano!

Antes de deixarem o local um dos policiais estranhou um cheiro desagradável na casa; "É só um entupimento nos canos de esgoto", explicou Gacy. Mas os policiais decidiram investigar mesmo assim.
No porão, sob um alçapão oculto, foram encontrados os restos de vinte e nove garotos entre nove e vinte e sete anos, com sinais de tortura, violências sexuais e estrangulamento.

John Wayne Gacy Jr., nascido em Chicago em 1942, também teve uma infância meio traumática: era espancado e chamado de "bichinha" pelo pai alcoólatra, sofreu um traumatismo craniano aos 15 anos, e em 1968 foi preso por estar praticando atos sexuais com um jovem no banheiro de um bar.

Gacy começou a matar em 1972, e suas vítimas eram todos homens.
Os rapazes recebiam propostas de emprego, iam até a casa de Gacy, eram embebedados, amarrados numa cadeira e sexualmente violentados.

Em 1988, Gacy foi condenado a 21 prisões perpétuas e 12 penas de morte. Enquanto aguardava no Corredor da Morte do Menard Correctional Center de Illinois, Gacy - apelidado pela imprensa de "Palhaço Assassino" - passava o tempo fazendo desenhos infantis, especialmente de palhaços.
Suas ilustrações são consideradas itens de coleção, e alcançam altos preços no mercado.


O conteúdo abaixo foi retirado do livro "501 Crimes mais notórios".

"John Wayne Gacy cumpriu seu destino."

O crime: Nascido em Chicago, Illinois, no Dia de St. Patrick de 1942, John Wayne Gacy Jr. Foi na infância uma criança problemática. Adulto, após formar-se em administração, ele se mudou para Springfield (não, não é a cidade fictícia de "Os Simpsons") Illinois, onde conheceu e, em setembro de 1964, se casou com Marlynn Myers.

O casal se mudou para Waterloo, Iowa, onde Gacy tornou-se gerente da filial local do Kentucky Fried Chicken. No final de 1968 Gacy foi mandado para a Penitenciária Estadual de Iowa condenado a dez anos de prisão por ter sodomizado dois adolescentes, um de 15 e outro de 16 anos. Durante esse período de detenção, a esposa se divorciou dele, e Gacy nunca mais viu a mulher e os dois filhos.

Libertado, ele trabalhou como vendedor de sapatos e depois como empreiteiro de obras, Em 1971 Gacy comprou uma casa em Norwood Park, subúrbio de Chicago. A casa possuía um vão de 1,2 metro sob o piso.

 
Em junho de 1972 ele se casou com Carole Hoff, mãe de dois filhos, mas em 22 de junho ele foi preso depois de um rapaz acusá-lo de tê-lo estuprado. Carole Gacy sentiu um cheiro emanando do vão sob a casa, mas Gacy atribuiu o odor desagradável  a um cano de esgoto rompido e usou cal para encobrir o cheiro. 

Em 1975, Gacy abriu um negócio próprio, a PDM Contractor, uma construtora. Os Gacy se divorciaram em março de 1976, mesma época em que ele começou a trabalhar personificando o palhaço Pogo em eventos de caridade. 
Em dezembro de 1977 Gacy foi acusado de ter estuprado um rapaz de 19 anos, mas alegou que a vítima  era garoto de programa e o processo foi reduzido à discussão do valor da multa aplicada. Em 13 de dezembro do ano seguinte a policia revistou a casa de Gacy depois de Robert Piest, um estudante de 15 anos, desaparecer.

Um dos policiais havia trabalhado em um necrotério e reconheceu o cheiro familiar. No espaço sob a casa a polícia encontrou restos de sete adolescentes, e havia mais oito enterrados no jardim dos fundos.
Gacy havia matado 33 garotos e homens jovens, mas apenas 24 foram identificados. Ele vagava pelas ruas procurando vítimas, às vezes dizendo ser policial, e completava a farsa com uma luz que colocava em seu carro.

Em sua casa, ele algemava e torturava as vítimas, colocava suas peças de roupa dentro da boca dos torturados para sufocar os gritos e depois os matava.

Em 6 de fevereiro de 1980 o julgamento de Gacy começou no tribunal do condado de Cook em Chicago. Ele foi condenado em 13 de março e sentenciado à morte.
Gacy foi executado por injeção letal no Stateville Correctional Center, Crest Hill, Illionis, em 10 de maio de 1994. Sua última refeição foi uma dúzia de camarões fritos, uma porção de frango com fritas do KFC e morangos frescos. 

Suas últimas palavras: "Beijem minha bunda, vocês nunca encontrarão os outros."
Do lado de fora, manifestantes gritavam: "Justiça, Justiça, Não é tarde demais - John Wayne Gacy cumpriu seu Destino".



Lista de nomes das vítimas identificadas:
* Timothy McCoy (15 anos) Janeiro 3, 1972
* John Butkovitch (17 anos) Julho 29, 1975
* Darrell Sampson (18 anos) Abril 6, 1976
* Randall Reffett (15) Maio 14, 1976
* Samuel Stapleton (14 anos) Maio 14, 1976
* Michael Bonnin (17 anos) Junho 3, 1976
* William Carroll (16 anos) Junho 13, 1976
* Rick Johnston (17 anos) Agosto 6, 1976
* Kenneth Parker (16 anos) Outubro 25, 1976
* Michael Marino (14 anos) Outubro 25, 1976
* Gregory Godzik (17 anos) Dezembro 12, 1976
* John Szyc (19 anos) Janeiro 20, 1977
* Jon Prestidge (20 anos) Março 15, 1977
* Matthew Bowman (19 anos) Julho 5, 1977
* Robert Gilroy (18 anos) Setembro 15, 1977
* John Mowery (19 anos) Setembro 25, 1977
* Russell Nelson (21 anos) Outubro 17, 1977
* Robert Winch (16 anos) Novembro 10, 1977
* Tommy Boling (20 anos) Novembro 18, 1977
* David Talsma (19 anos) Dezembro 9, 1977
* William Kindred (19 anos) Fevereiro 16, 1978
* Timothy O' Rourke (20 anos) Junho 16–23, 1978
* Frank Landingin (19 anos) Novembro 4, 1978
* James Mazzara (21 anos) Novembro 24, 1978
* Robert Piest (15 anos) Dezembro 11, 1978


Nenhum comentário:

Postar um comentário