segunda-feira, 16 de abril de 2012

Terá o homem ido à Lua?


O escândalo da fraude da viagem do homem à Lua surgiu em 2001, quando a Fox Television fez um programa e mostrou diversas evidências de fraude. O programa foi para o ar com o nome "FOX Special - Conspiracy Theory: DID WE LAND ON THE MOON?"

Veja aqui este especial legendado em português.















Por quê ocorreu a fraude?



Os Estados Unidos tramaram esta fraude porque a União Soviética tinha acabado de enviar Yuri Gagarin à órbita terrestre. A foto da Terra vista do espaço e a frase "A Terra é Azul" condecorou a União Soviética como a nação mais avançada tecnologicamente do planeta.



Os Estados Unidos, no auge da Guerra Fria, vendo que estavam ficando para trás, resolveram dar um golpe para atrair toda a atenção do mundo para eles. Principalmente porque, um ano antes, Stanley Kubrick lançou o filme 2001 – Uma Odisséia no Espaço, com efeitos especiais nunca vistos antes na história do cinema, que renderam um Oscar ao brilhante Kubrick! E esses efeitos especiais poderiam muito bem serem utilizados pelos Estados Unidos para forjar uma viagem do homem à Lua.



Existe uma suposta foto de Stanley Kubrick, na NASA, meio escondido, agachado atrás de um astronauta, antes da "viagem do homem à Lua". Dizem que esta foto foi colhida na própria NASA, mas esta informação, até o momento, não consegui confirmar nem desmentir. Veja os detalhes:





Existência de um "fundo preto" em frente ao astronauta, que poderia ter sido usado como os famosos "fundos azuis"atuais. Suposto Stanley Kubrick, na NASA, agachado,atrás de um astronauta. À direita, fotos de Kubrick para comparação.





E então? Parece ou não parece o Kubrick? O que toda essa mentira traria de resultados positivos aos Estados Unidos? Veja bem: após a concretização da farsa, todos os grandes investidores internacionais iriam querer investir o seu dinheiro no país mais evoluído tecnologicamente. E foi exatamente isso que aconteceu.



Após a mentira que perdura até hoje para a maioria da população mundial, os Estados Unidos viraram a mega potência que são nos dias atuais. Viraram os donos do mundo, se dando ao luxo de poderem atacar países do outro lado do planeta "por precaução", para se prevenirem de um ataque com armas que só existem nos relatórios forjados pelos Estados Unidos (George W. Bush) e Inglaterra (Tony Blair). Mas, isso já é outra história.



Segundo a NASA, as câmeras utilizadas para tirar as fotografias foram de modelo HASSELBLAD 500EL munidas de filme Kodak especial e de um revestimento de prata que foi colocado nas câmeras para deixá-las mais resistentes às variações térmicas, mas creio eu que não o suficiente para suportar as extremas variações de temperatura da Lua. A temperatura na Lua varia tanto, que seria impossível trazer de lá uma única fotografia para ser exibida na Terra. Só para se ter idéia, a temperatura na Lua varia de -153ºC à noite a +107ºC durante o dia, conforme dados obtidos na NASA.



Será que a IBM, que patrocinou o filme de Stanley Kubrick, também patrocinou a suposta ida do homem à Lua? Por falar nisso, você sabia que o computador HAL do filme 2001 – Uma Odisséia no Espaço é uma alusão ao nome IBM? Note que cada letra posterior às letras que compõe o nome HAL forma o nome da fabricante IBM.



Verifique, nas fotos abaixo, como as máquinas fotográficas estão expostas às enormes variações de temperatura:



 
Astronautas utilizando as câmeras HASSELBLAD 500EL "na Lua"
onde a extrema variação de temperatura prejudicaria os negativos
não permitindo que fotos tão nítidas chegassem à Terra em 1969.





Mais um detalhe que não podemos deixar passar despercebido: compare a primeira foto desta série acima com a do astronauta na NASA, na frente do suposto Stanley Kubrick. Note a extrema similaridade da posição do astronauta em ambas as fotos, segurando a câmera!



Outro fato contestado por inúmeros pesquisadores é a falta de estrelas no fundo das fotografias. Já que não há atmosfera na Lua e a atmosfera atrapalha, de certa forma, a nossa visão, o brilho das estrelas deveria ficar bem mais reluzente visto da Lua, devendo ser muito nítido nas fotografias. 

A desculpa que a NASA dá para este fato é que, na Lua, a luz do Sol é tão intensa que ofusca o brilho das estrelas. Acredite, Se Quiser!





Veja os filmes que foram transmitidos para todo o planeta, da suposta conquista da Lua. Perceba que os astronautas transmitiam, em tempo real, vídeo e som para a base nos Estados Unidos. A conversa entre a base e os astronautas ocorria em tempo real naquela época! Como era possível isso há mais de 3 décadas atrás sendo que, hoje, para uma rede de televisão transmitir uma imagem para o outro lado do planeta são gastos 2 segundos para a imagem chegar lá e mais 2 segundos para a imagem voltar, gastando, ao todo, 4 segundos utilizando a mais alta tecnologia existente atualmente!?



Fotos de pegadas, que não se formam na Lua, devido à ausência de umidade.



Que roupas eram aquelas utilizadas pelos astronautas que resistiam a uma radiação solar tão absurda? Resistia também a altíssimas e baixíssimas temperaturas? E ainda suportavam a extrema falta da pressão atmosférica? Porque depois dessa missão, não há outras, com fotos e filmes novos e atuais?





O que "realmente" aconteceu nessa história do homem à Lua:



Os Estados Unidos levaram os astronautas a uma missão secreta no Deserto de Nevada, Estados Unidos, que, em vários locais, tem uma enorme similaridade com a aparência das fotos que teriam sido tiradas na Lua. Então, alegando a todos os participantes que aquilo tratava-se apenas de um treinamento. Montaram tudo, tiraram as fotos, e fizeram as filmagens do local.

Todo o material teria sido levado a estúdios, onde teriam sido realizados efeitos especiais nos filmes e fotos tiradas. Fora os diretamente envolvidos, apenas mais uma pessoa sabia da trama, sendo este o principal mentor da falcatrua: o presidente Richard Nixon.



Ele foi o único presidente dos Estados Unidos que vivenciou, em apenas três anos, todas as seis supostas viagens do homem à Lua, entre 1969 e 1972. Após a saída de Nixon do poder, nunca mais astronauta algum fora enviado à Lua.




Presidente Richard Nixon cumprimentando os astronautas da Apollo 11 na van onde eles ficaram em quarentena. Observe a foto para ver se eles estão felizes ou apreensivos com o feito histórico.





Com as fotos e filmes prontos, os Estados Unidos fizeram aquele mega marketing mundial, atraíram todos os holofotes para si, combinaram tudo com os astronautas, dizendo-lhes que eles seriam heróis e teriam tratamentos dignos de reis pro resto da vida e que nunca pessoa alguma provaria que eles não estiveram na Lua. Com tudo pronto, mandaram o foguete pro espaço. Mas, este, ficou apenas em órbita da Terra. A partir daí, a NASA começou a transmitir, "ao vivo", o filme que já estava pronto cheio de efeitos especiais. Daí pra frente foi fácil. Foi só os astronautas ficarem na órbita terrestre esperando o espetáculo terminar antes de retornarem para casa.
Jogo dos 7 erros 



 A foto acima, tirada durante a Missão Apollo 12, tem algumas incoerências. Olhe atentamente para esta foto: 
1 - A sombra da antena parabólica está para um lado, a do astronauta para outro e a da bandeira para outro! 
2 - A bandeira deveria estar totalmente caída no mastro, devido à ausência de vento na Lua. 
3 - Há diversas penumbras na foto, que não deveriam existir num ambiente sem atmosfera. 
4 - Há pegadas por toda a parte, que não deveriam existir num ambiente sem umidade. 
5 - Não há estrelas no céu, que deveriam estar mais nítidas na Lua. 
6 - No chão, embaixo do Módulo Lunar, não há indícios dele ter pousado ali. 
7 -As cruzes de marcação das fotos estão distorcidas
8 - Um astronauta nunca pousaria uma espaçonave bem ao lado de uma cratera!


Resumo dos Indícios de Fraude

1 - Existem diversas fotos com sombras em várias direções, sendo que a única fonte de luz seria o Sol e todas as sombras deveriam ser paralelas.



2 - Fotos com diferentes tamanhos da Terra, vista da Lua, evidenciando montagens desproporcionais.

3 - Existem milhares de fotos com penumbra, sendo que não deveria haver penumbra na Lua devido à ausência da atmosfera.

4 - Faltam as estrelas no fundo de todas as fotos. Com a ausência da atmosfera, as estrelas seriam ainda mais reluzentes.


5 - Nas fotos e vídeos, a bandeira dos EUA aparece tremulando na superfície lunar. Porém, não existe vento na Lua simplesmente porque na Lua não há atmosfera.

6 - Em centenas de fotos, há pegadas dos astronautas na Lua. Mas, seria difícil haver formação de pegadas devido à falta de umidade e de gravidade.

7 - Numa das fotos, há indício de alguém ter colocado embaixo de um dos pés do Módulo Lunar um montinho de terra para que este pé não ficasse no ar.

8 - Pelo que se vê nas fotos, não houve pouso do Módulo Lunar. Ele teria sido colocado delicadamente naquele local. Não há marcas no solo do propulsor da nave.




9 - No mesmo lugar onde o pé do astronauta cria uma profunda pegada na superfície lunar, o pé do módulo lunar se mostra muito delicado na superfície da Lua, sem causar qualquer estrago.

10 - Pelo tamanho do Módulo Lunar, dificilmente existiria nele combustível o suficiente para colocá-lo em órbita novamente.

11 - Não existem, até hoje, filmes fotográficos que resistam à enorme variação de temperatura que ocorre na Lua.

12 - Em 1969, os astronautas conversavam, da Lua, com a NASA, na Terra, em tempo real. Esta tecnologia não existe até hoje.

13 - A radiação solar incidente na Lua, sem atmosfera, é mortal para qualquer ser humano.

14 - Dificilmente existiriam roupas espaciais, na época, que resistissem às enormes variações de temperaturas da Lua (-153ºC a +107ºC).

15 - Dificilmente existiriam roupas espaciais, na época, que resistissem à ausência da pressão atmosférica na Lua.

16 - Extrema semelhança do ambiente das fotos mostradas pela NASA com o Deserto de Nevada, nos Estados Unidos.

17 - Indício de Stanley Kubrick dentro da NASA, que poderia ter auxiliado na criação dos efeitos especiais utilizados na fraude.

18 - Oficialmente, a NASA só teria realizado seis missões tripuladas à Lua, de 1969 a 1972, exatamente durante a gestão do presidente Richard Nixon. Após isso, nunca mais o homem teria voltado à Lua.

19 - Richard Nixon, envolvido em falcatruas que mancharam a imagem dos Estados Unidos, foi o principal articulador do escandaloso Caso Watergate, o qual culminou em sua renúncia durante o primeiro processo de impeachment estadunidense. Nixon poderia ter tramado a fraude do homem na Lua para atrair investimentos para os Estados Unidos. Sua história o condena.

20 - Indício de manipulação na foto do "Jogo dos 8 Erros" mostra várias cruzes distorcidas, mas tais cruzes não poderiam estar distorcidas nem mesmo por lentes objetivas, que ficam do lado externo da câmera, já que essas cruzes fazem parte de um recurso interno da câmera.

21 - Mesmo gastando apenas 6 meses para programar uma nova viagem à Lua na década de 1960, George Bush diz que a NASA gastará 10 anos para levar o homem à Lua novamente.

22 - Plano dos Estados Unidos enviarem o homem à Lua é alterado de 2015 para 2020.

23 - NASA afirma que não deve conseguir levar o homem à Lua novamente até 2020.

24 - Mesmo tendo ciência de que tinha posse de tal material, a NASA nunca exibiu as imagens do primeiro pouso do homem na Lua que teriam sido gravadas em fitas de vídeo e retornado à Terra com qualidade extremamente superior às transmitidas "ao vivo".

25 - Em 2006, a NASA afirma ter perdido os vídeos originais do primeiro pouso na Lua, que teriam qualidade bem superior aos exibidos a todos até hoje.

26 - Em 2009, a NASA declara que, para economizar dinheiro, e sem ter cópias das fitas originais, gravou intencionalmente outras imagens e dados de satélites em cima das fitas originais que continham o fato histórico mais importante da NASA em todos os tempos.

27 - Richard Nafzger, engenheiro da NASA, afirma que o objetivo maior do governo dos Estados Unidos em relação à ida do homem à Lua era para efeito de marketing ao vivo.

28 - Em várias fotos, o local onde se encontram os astronautas aparece bem iluminado, mas os locais ao fundo aparecem muito escuros dando indício de ter sido utilizada iluminação artificial.



Contestações aos Indícios de Fraude

Vamos ver, então, o que a NASA e cientistas alegam em relação aos indícios de fraude quanto à ida do homem à Lua:

1 – Sombras em várias direções.




A NASA afirma que irregularidades no terreno podem fazer com que passemos a ver uma sombra para uma direção e outra sombra para outra direção.

2 - Fotos com diferentes tamanhos da Terra.


 

A NASA informa que, dentre os diversos treinamentos pelos quais os astronautas passaram, eles fizeram também cursos de fotografia. Então, enquanto tiravam as fotos, teriam utilizado várias lentes especiais como as lentes objetivas que, dentre outras funções, poderiam aumentar ou diminuir os objetos a serem fotografados. A lente objetiva grande angular, por exemplo, poderia ter mostrado o planeta Terra mais distante do normal. E, com o uso de várias lentes diferentes, poderiam ter tirado fotos da Terra que aparecesse com vários tamanhos diferentes.

3 - Existência de penumbra na Lua.

A NASA explica que, como a Lua reflete a luz do sol, o solo da própria Lua estaria refletindo a luz solar iluminando, então, em menor intensidade, tudo que estivesse sobre a Lua como, por exemplo, os próprios astronautas. Assim, seria possível a formação das penumbras.

4 – Ausência de estrelas no fundo das fotos.

De acordo com a NASA, na Lua, a luz do Sol é tão intensa que ofusca a luz das estrelas. Outro argumento utilizado é que, para uma câmera captar a luz das estrelas, ela deveria ficar com o obturador da câmera aberto por mais tempo, o que não poderia acontecer na Lua, pois a luz solar queimaria a foto.

5 - Bandeira dos Estados Unidos tremulando na superfície lunar.

Segundo a NASA, não havia vento. A bandeira estava tremulando nas fotos e vídeos devido aos astronautas estarem a manipulando nos momentos em que a bandeira era fotografada ou filmada fazendo com que, desta forma, parecesse que havia vento na Lua.

6 - Formação de pegadas na Lua.

A NASA afirma que realmente, na Terra, é mais fácil haver a formação de pegadas num local onde haja umidade tendo em vista que os grãos de poeira da Terra têm os cantos arredondados e, em contato com a água, que preenche os espaços entre um grão de poeira e outro, esses grãos se mantém firmes e juntos. E, por outro lado, normalmente, uma pegada em solo seco se desfaz facilmente. Porém, segundo a NASA, as partículas de poeira lunares têm os cantos totalmente irregulares fazendo com que, ao serem pressionados, um grão de poeira acaba grudando em outro formando, assim, as pegadas na Lua.

7 - Indício de alguém ter colocado embaixo de um dos pés do Lunar um montinho de terra para que este pé não ficasse no ar.

(até o momento, desconheço explicação plausível para isso)

8 - Ausência de marcas no solo referentes ao propulsor do módulo lunar.



O propulsor do módulo lunar teria apenas expelido gases para frear a nave e realizar a alunissagem. Por isso, não haveriam marcas no solo.

9 - Aparência delicada do pé do módulo lunar na superfície da Lua.

A NASA afirma que os gases expelidos pelo propulsor do módulo lunar teriam espalhado a poeira que havia sob o módulo lunar. Então, a nave teria feito a alunissagem numa superfície rígida.

10 - O tamanho do Módulo Lunar seria inconsistente com o espaço necessário para armazenar combustível para colocá-lo em órbita novamente.

De acordo com a NASA, como a gravidade na Lua é apenas um sexto da gravidade na Terra, o Módulo Lunar precisaria de pouca força para ser colocado em órbita da Lua, onde Michael Collins aguardava Neil Armstrong e “Buzz” Aldrin para retornarem à Terra.

11 - Não existem filmes fotográficos que resistam à enorme variação térmica existente na Lua (-153ºC a +107ºC).

De acordo com a NASA, as câmeras fotográficas estavam bem protegidas quanto à variação térmica existente na Lua. Além disso, a NASA teria escolhido um momento propício para os astronautas descerem do Módulo Lunar e caminharem pela Lua quando a temperatura estava mais amena. E, como na Lua não há atmosfera, a luz do sol, na Lua, não esquenta tanto quanto na Terra. Pois, a atmosfera acaba absorvendo o calor e este se propaga por meio da condução ou convecção. Portanto, na Lua, a única forma de propagação do calor seria pela radiação, ou seja, a luz do sol deveria incidir diretamente sobre o objeto para que este atingisse certa temperatura. Porém, utilizando uma superfície espelhada (tal como é utilizado aqui na Terra nas garrafas térmicas) para refletir os raios solares ou uma superfície branca, a radiação térmica seria irradiada para outros locais sem que o objeto em questão sofresse as variações térmicas incidentes.
Em relação à luz branca, quem já estudou desenho (ou pintura) sabe que a cor preta equivale à ausência de cor e que a cor branca representa, a grosso modo, a junção de todas as cores. Sendo assim, quando uma luz incide sobre uma cor preta, ela tende a puxar para ela todas as cores. E, quando uma luz índice sobre uma cor branca, a tendência é que essa cor branca repila todas as cores que está recebendo. Devido a isso, podemos notar que as roupas pretas esquentam muito e que as roupas brancas são mais frescas.
Então, segundo a NASA, devido ao fato de suas câmeras fotográficas estarem protegidas com as superfícies espelhadas ou brancas, os filmes internos dessas câmeras não teriam sofrido a variação térmica existente na Lua. E, por isto, as fotografias teriam chegado em tão boa qualidade aqui na Terra.

12 - Conversas entre a Lua e a Terra que aconteciam em tempo real.

Segundo estudiosos, as conversas não aconteciam em tempo real. A distância média da Terra para a Lua é de 384.400 quilômetros. E uma transmissão de sinal de rádio ocorre com a mesma velocidade da luz, ou seja, cerca de 300.000 quilômetros por segundo. Então, gasta-se pouco mais de um segundo para que um sinal de rádio emitido da Terra chegue à Lua, e pouco mais de um segundo para que este sinal de rádio volte para a Terra. Sendo assim, como as gravações eram realizadas na Base de Houston, nos Estados Unidos, haveria uma demora mínima de 2,4 segundos para um som sair dos Estados Unidos, chegar à Lua, e retornar para os Estados Unidos. Portanto, os astronautas demorariam para receber, na Lua, os sinais sonoros emitidos da Terra. A Base de Houston também demoraria para receber os sinais sonoros emitidos da Lua, gastando para isso um mínimo de 2,4 segundos. Porém, a Base de Houston não demoraria para, após ouvir algo, responder logo em seguida.

13 - Radiação solar que deveria ser mortal para Aldrin que não estava usando a proteção.

(até o momento, desconheço explicação plausível para isso)

14 - Roupas espaciais que resistiam às enormes variações térmicas da Lua.

As roupas espaciais não resistiriam a tanta variação térmica, mas resistiriam à variação térmica dos momentos em que o homem teria pisado na Lua, com a temperatura mais amena. Segundo a NASA, as roupas espaciais teriam internamente água fria que circulam para controlar a temperatura corporal dos astronautas.

15 - Roupas espaciais que resistiam à ausência da pressão atmosférica na Lua.

Essas roupas espaciais seriam pressurizadas para resistir à ausência de pressão atmosférica.

16 - Extrema semelhança do ambiente das fotos mostradas pela NASA com o Deserto de Nevada, nos Estados Unidos.

(até o momento, desconheço explicação plausível para isso)

17 - Indício de Stanley Kubrick dentro da NASA.

Uma segunda foto disponibilizada pela NASA mostra o rosto da pessoa que estava encoberta na primeira foto e pode-se notar que trata-se de uma outra pessoa e não de Stanley Kubrick.

18 - Oficialmente, a NASA só teria realizado seis missões tripuladas à Lua, de 1969 a 1972, exatamente durante a gestão do presidente Richard Nixon. Após isso, nunca mais o homem teria voltado à Lua.

Segundo a NASA, missões espaciais são muito caras e os dados que a NASA pretendia coletar da Lua já foram coletados não havendo, assim, necessidade de retorno ao satélite natural da Terra.

19 - Richard Nixon, envolvido em falcatruas que mancharam a imagem dos Estados Unidos, foi o principal articulador do escandaloso Caso Watergate, o qual culminou em sua renúncia durante o primeiro processo de impeachment estadunidense. Nixon poderia ter tramado a fraude do homem na Lua para atrair investimentos para os Estados Unidos. Sua história o condena.

(até o momento, desconheço explicação plausível para isso)

20 - Indício de manipulação na foto do "Jogo dos 8 Erros".

Segundo a NASA, não se trata de uma única foto e sim de diversas fotografias agrupadas de forma panorâmica num estúdio profissional. A foto realmente teria sido manipulada, mas apenas para criar a foto panorâmica. Por isso, as cruzes apareceram distorcidas na foto panorâmica.

21 - Mesmo gastando apenas 6 meses para programar uma nova viagem à Lua na década de 1960, George Bush diz que a NASA gastará 10 anos para levar o homem à Lua novamente.

Tendo em vista que seria criada uma base lunar na próxima missão lunar, a NASA gastará muito mais tempo que os apenas seis meses que gastava antigamente para levar o homem à Lua.

22 - Plano dos Estados Unidos enviarem o homem à Lua é alterado de 2015 para 2020.

A NASA estaria gastando mais tempo para fazer um projeto mais seguro.

23 - NASA afirma que não deve conseguir levar o homem à Lua novamente até 2020.

Preocupada com a segurança, a NASA está revendo o projeto do novo Foguete Ares I tendo em vista que estão ocorrendo "oscilações de empuxo" e os engenheiros estão desenvolvendo anteparos para amortecer as vibrações.
Outro problema é financeiro tendo em vista que o governo Obama cortou bilhões de dólares das verbas futuras da NASA, o que acarreta na suspensão de trabalhos.

24 - A NASA nunca exibiu as imagens do primeiro pouso do homem na Lua que teriam sido gravadas em fitas de vídeo e retornado à Terra com qualidade extremamente superior às transmitidas "ao vivo".

(até o momento, desconheço explicação plausível para isso)

25 - Em 2006, a NASA afirma ter perdido os vídeos originais do primeiro pouso na Lua, que teriam qualidade bem superior aos exibidos a todos até hoje.

Segundo a NASA, as pessoas que trabalhavam no arquivo da NASA mudaram de emprego, aposentaram ou até mesmo faleceram. Devido a isso, a NASA teria perdido o controle sobre o local onde estavam as fitas com as gravações originais.

26 - Em 2009, a NASA declara que, para economizar dinheiro, e sem ter cópias das fitas originais, gravou intencionalmente outras imagens e dados de satélites em cima das fitas originais que continham o fato histórico mais importante da NASA em todos os tempos.

Conforme já declarado acima, a NASA insiste em dizer que apagou as fitas originais do seu maior feito histórico para economizar dinheiro.

27 - Richard Nafzger, engenheiro da NASA, afirma que o objetivo maior do governo dos Estados Unidos em relação à ida do homem à Lua era para efeito de marketing.

A NASA ainda não veio a público contestar esta informação dada pelo engenheiro Richard Nafzger.

28 - Indício de ter sido utilizada iluminação artificial em várias fotos nas quais os astronautas aparecem bem iluminados, mas os locais ao fundo se mostram muito escuros.

(até o momento, desconheço explicação plausível para isso)



The Mythbusters

O Programa The Mythbusters (Os Caçadores de Mitos) fez um programa especial analisando alguns dos indícios de fraude descritos no site A Fraude do Século. Segundo Os Caçadores de Mitos, 20% do povo norte-americano não acredita que o homem tenha pisado na Lua. Então, eles criaram um filme muito interessante com o intuito de provar que o homem teria ido sim à Lua.
Os Caçadores de Mitos analisaram vários dos indícios de fraude e fizeram um excelente trabalho procurando, de várias formas possíveis, explicações para que pudessem ser refutados tais indícios. Com isso, eles conseguiram explicar alguns dos indícios como a formação de sombras em várias direções, a possibilidade de um astronauta ser visível estando no meio de uma sombra, a formação das pegadas na Lua, a bandeira tremulando no vácuo dentre outras.

Um último teste que eles fizeram foi lançar um feixe de laser num retrorefletor que teria sido deixado na Lua durante a Missão Apollo 15 e aguardar o retorno desse feixe de laser na Terra. De acordo com equipamentos sensíveis ligados aos computadores do Observatório Apache Point, onde foi realizado o teste, partículas do feixe de laser teriam retornado à Terra.

É de se saber que existem diversos componentes na Lua que foram lançados daqui da Terra. O Projeto Luna da extinta União Soviética, por exemplo, lançou várias naves espaciais para atingirem a Lua. O objetivo inicial desse projeto era lançar uma nave da Terra e fazê-la colidir com a Lua. Isso era feito para que os engenheiros pudessem calcular com maior precisão o trajeto necessário para chegar à Lua. Várias naves erraram o alvo e estão perdidas no espaço até hoje, mas várias outras acertaram a Lua. Então, há muito material do nosso planeta no solo lunar.

Os vídeos de Os Caçadores de Mitos explicam alguns indícios de fraude. Mas, só alguns. 





 













Nenhum comentário:

Postar um comentário